22 de Junho a 3 de Outubro de 2010

Esta mostra dá a conhecer a surpreendente contemporaneidade da sua obra com a estética surrealista ou a arte cinética, e a ruptura conquistada pelo abstraccionismo geométrico, numa organização por núcleos temáticos sob orientação cronológica.

Pela primeira vez reúnem-se cerca de uma centena de obras, grande parte desconhecidas do público em geral, e um conjunto alargado de estudos e documentação que permitem analisar e compreender melhor o processo de criação do artista, nomeadamente a forma como diferentes períodos foram desenvolvidos em simultâneo. Ao longo do percurso expositivo é possível esclarecer também questões transversais na metodologia de Nadir, nomeadamente a repetição e inversão, de acordo com a base dialéctica de tese, síntese e antítese, momentos imprescindíveis no apuro das formas.

Organização e produção Museu Nacional de Arte Contemporânea – Museu do Chiado (MNAC-MC) em articulação com o Museu Nacional Soares dos Reis (MNSR).

Pesquisar no Site

Redes Sociais

Contactos

Morada

Museu Nacional de Arte Antiga
Rua das Janelas Verdes
1249-017 Lisboa

Telefone: 213 912 800

Fax: 213 973 703

E-mail: direccao@apha.pt